por Mario Henrique Felgueira Pavanelli

Conflito

não há espaço para a vegetação no piso urbano

DESCASO

Desconsiderar o potencial da arborização para o conforto térmico local, o micro-clima urbano, o sombreamento e sua atuação como aliada da caminhabilidade e da ciclomobilidade;

Ignorar o fato de que usuários ocupam esse local, inacessível, segmentado;

     Apenas pelo fato de existir, o ser vivo necessita do solo para se estabelecer, desde o nascimento até a morte. Alimentar-se, reproduzir-se, locomover-se. Ao caminhar, o humano toca o solo, empurrando-se para trás. Percorre paisagens, presencia cenários.

calçada|árvore|canteiro,

fotografia feita com Redmi Note 9s,

Curitiba, Paraná, Brasil

junho de 2020

Fotografia da base do tronco de uma árvore situada no jardim frontal de uma residência, onde parte de suas raízes desprendem e ressaltam pavers da calçada, implantada muito próxima.

canteiro|árvore|calçada,

fotografia feita com Redmi Note 9s,

Curitiba, Paraná, Brasil

junho de 2020

Fotografia da base do tronco de uma Araucária (Araucaria angustifolia) situada em meio a um calçamento de paver, interrompendo-o parcialmente. O ajardinamento encontra-se entre a calçada e a guia e apresenta grama esparsa, intercalada com terra exposta e compactada. 

SENTENÇA

Ignorar a necessidade de áreas permeáveis em meio ao solo urbano; 

Não se preocupar com a espécie arbórea, e sua importância ambiental, bem como desconsiderar suas especificidades características - enraizamento, diâmetro de copa, presença de flores, frutos,  bagas e sementes; 

     Caminhar por uma calçada, desviar de uma árvore, nem se lembrar do que viu. Frequentemente, em seu pensamento acredita que, se inexistente fosse essa vegetação, seu caminho teria sido mais livre e desimpedido.

RESISTÊNCIA

Utilizar vegetação, formações arbustivas, troncos e raízes como depósito de resíduos e objetos descartados; 

Ignorar a presença da vida animal associada à vegetal, especialmente aves e insetos; 

Fazer descaso da necessidade das plantas em competir por espaço em um ambiente denso, compacto, insalubre, superlotado; 

     Acordar todos os dias, passar por seu jardim, pisotear as formigas, chutar um galho, escorregar nas folhas. O que é mais prazeroso do que regar o jardim, adubar as plantas e observar a vida florescer?

calçada|árvore|calçada,

fotografia feita com Redmi Note 9s,

Curitiba, Paraná, Brasil

junho de 2020

Fotografia aproximada de pequeno canteiro delimitado por uma baixa mureta, dentro do qual observa-se, circundando a base do tronco de uma antiga árvore e alguns brotos, a formação arbustiva de “pingo-de-ouro” (Duranta erecta) e pequenas plantas “insurgentes” (grama e ervas daninhas). No centro da imagem, junto à uma fissura na mureta, encontra-se um formigueiro. 

rua|árvore|calçada,

fotografia feita com Redmi Note 9s,

Curitiba, Paraná, Brasil

junho de 2020

Fotografia da parte inferior do tronco de uma árvore localizada em uma via, em meio ao asfalto, junto à guia e próxima do calçamento. Suas raízes e base contrastam com os materiais antrópicos, como o asfalto, e o concreto do paver e do “meio-fio”. 

MORTE CERTA

Implantar arborização de maneira inadequada, desconsiderando seu crescimento apical ou radicular; 

Construir calçamentos e vias próximos às suas raízes; 

     A morte de uma árvore pode ser percebida pelos diferentes fatores que interferem sobre sua (qualidade de) vida. A via poderia ter desviado. A calçada poderia ser repensada. Mas a árvore dificilmente pode ser transplantada. O que lhe resta é a morte. 

ABANDONO

Desconsiderar a necessidade de manutenção, poda e limpeza; 

Menosprezar o potencial estético e embelezador que a arborização possui; 

     Por mais que alguns cenários entusiasmem à primeira vista, estabelecer uma relação menos conflituosa e mais harmônica entre a árvore e o plano, o cenário, a tela, o piso que a embasa, ou seja, o solo urbano, é tarefa árdua, intensa, constante e transformadora.

calçada|canteiro|árvore,

fotografia feita com Redmi Note 9s,

Curitiba, Paraná, Brasil

junho de 2020

Fotografia da base do tronco de uma palmeira presente implantada num jardim livre de interrupções ou conflitos com o calçamento ou asfalto. Estão presentes algumas embalagens descartadas, e muitas ervas daninhas em meio à grama e entre os pavers. Fica evidenciado um planejamento mais adequado do calçamento em relação à arborização, mas com pouca manutenção.